Ministério público pede prisão de médico pacientes denunciam abuso sexual

Ministério público pede prisão de médico pacientes denunciam abuso sexual

Pode sair a qualquer momento a decisão sobre a prisão preventiva do médico cardiologista Caio Augusto César Barretto Filho. Ele é acusado de violentar sexualmente de mais de 16 mulheres em Presidente Prudente. Segundo as vítimas, o crime acontecia dentro do próprio consultório do profissional durante as consultas médicas. A Polícia Civil investiga o caso desde julho do ano passado quando uma paciente procurou a delegacia da mulher para denunciar o médico.