Morador de Prudente não recebe remédio de alto custo

Morador de Prudente não recebe remédio de alto custo

Em Presidente Prudente 24% dos atendimentos na defensoria pública são para acesso à medicamentos. Uma realidade crítica para muitos que veem a judicialização como a única saída para ter acesso ao que necessita. É o caso de um morador de Presidente Prudente que está com dificuldades em receber uma medicação de alto custo para o tratamento de psoríase. Ele conta que está sem o remédio desde julho.