Operação "Corrente do Bem"

Operação "Corrente do Bem"

A justiça de Jales condenou todos os réus, presos durante a operação ‘’Corrente do Bem’’, realizada pela Polícia Federal.
Em novembro de 2016, três pessoas foram presas, entre elas, o administrador e outros dois funcionários do Hospital do Câncer de Jales.Somadas, as penas ultrapassam 90 anos de prisão. Eles foram acusados de associação criminosa, estelionato por desvio de locação de veículos e máquinas automáticas para compra de salgadinhos; abastecimento e manutenção de veículos particulares; arrendamento de hotel; utilização de crédito de doações em supermercados e serviços de tecnologia da informação.Todos ainda podem recorrer da sentença em liberdade.

Operação "Corrente do Bem"