Documento de medida protetiva não deixa vítimas seguras

Documento de medida protetiva não deixa vítimas seguras

Mulheres vítimas de agressão e ameaças cometidas por ex e atuais companheiros, conseguiram, em média, este ano, 2 medidas protetivas, por dia, em Rio Preto. O problema é que a escalada de violência contra elas impressiona. Muitas dessas vítimas já nem acreditam que o documento fornecido pela justiça ofereça a proteção que elas precisam, quando o agressor está decidido a agir.