Funcionárias terceirizadas alegam que foram demitidas e não receberam os direitos

Funcionárias terceirizadas alegam que foram demitidas e não receberam os direitos

Sem aulas, funcionárias terceirizadas que trabalhavam na limpeza de escolas municipais foram desligadas. E elas alegam que não receberam os valores corretos da rescisão do contrato.
Sem um posicionamento da empresa, o sindicato que representa a categoria recorreu ao Ministério Público para tentar uma conciliação.