Em Rio Preto, o comércio que não cumprir o exigências do decreto de flexibilização será lacrado

Em Rio Preto, o comércio que não cumprir o exigências do decreto de flexibilização será lacrado

Na coletiva de imprensa dessa segunda-feira, 1 de junho, o secretário de saúde de Rio Preto Aldenis Borim atualizou os números da Covid-19, que em Rio Preto tem hoje, 703 casos positivos de Covid-19 e 23 mortes.
Por semana, Rio Preto tem em média 135 novos casos da doença por semana. A média era de 20 no período. Um aumento que preocupa as autoridades em saúde do município.
Aldenis classificou como “lamentável" o volume de pessoas transitando no comércio da cidade no primeiro dia de flexibilização e reabertura do comércio. O secretário não descartou a possibilidade de revisão do horário de funcionamento do comércio para proteger vidas.
"Lojas que não seguirem as orientações do decreto de flexibilização serão lacradas, não apenas multadas. Meia porta aberta atendendo consumidores fora do horário permitido no decreto está proibido". Está autorizado o atendimento por 4 horas com portas abertas, mas acima disso, apenas é permitido o serviço delivery.

Em Rio Preto, o comércio que não cumprir o exigências do decreto de flexibilização será lacrado